jusbrasil.com.br
20 de Agosto de 2022

Indevida a exclusão de uma contribuinte do parcelamento do Refis por não ter pago todas parcelas dentro do prazo previsto

Ponto Jurídico, Advogado
Publicado por Ponto Jurídico
há 3 meses

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu que não é possível a exclusão de uma contribuinte do parcelamento do Programa de Recuperação Fiscal (Refis), por ela não ter quitado todas as parcelas dentro do prazo estipulado.

O Colegiado reformou a sentença que negou o pedido da contribuinte para ser mantida no parcelamento, considerando a legitimidade da exclusão por falta da consolidação, prevista em Lei.

A recorrente interpôs apelação contra a sentença, que teve como relator o juiz federal Novély Vilanova da Silva Reis. Ao julgar o caso, ele afirmou que embora a contribuinte não tenha consolidado seus débitos no prazo regulamentar, a exclusão da impetrante afronta os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, uma vez que cumpriu outros atos necessários ao parcelamento, bem como efetuado a maior parte do débito.

O juiz federal ainda ressaltou em seu voto que a Lei 11.941/2009 não prevê a exclusão do contribuinte por falta de consolidação e o TRF1 já decidiu nesse sentido ao julgar um caso semelhante.

A 8ª Turma, por unanimidade, deu provimento à apelação, nos termos do voto do relator.

Processo 1004321-42.2018.4.01. 3500. Com informações da assessoria de imprensa do TRF1.

Conheça os Materiais Jurídicos p/ Advogados com as melhores teses para 2022, incluindo a Planilha de Cálculo:

👉👉👉 Material para Revisão da Vida Toda;

👉👉👉 Material para Correção do FGTS;

👉👉👉 Material par a Exclusão do ISSQN do PIS/COFINS;

👉👉👉 Material par a Restituição do ICMS na conta de Energia;

👉👉👉 Material para Cobrança de Saldo do PASEP dos Servidores Públicos.

Informações relacionadas

Ponto Jurídico, Advogado
Notíciashá 3 meses

STF mantém norma que exige autorização de desembargador para instauração de inquérito contra autoridades do AP

Ponto Jurídico, Advogado
Notíciashá 3 meses

STF invalida norma de SC que autorizava compensação de títulos de empresa pública com débitos de ICMS

Aulas em autoescola podem deixar de ser obrigatórias para tirar a CNH

BLOG Anna Cavalcante, Advogado
Notíciashá 3 meses

[Resumo] Informativo nº 1054/2022 do Supremo Tribunal Federal

Tatiane Melo, Advogado
Notíciashá 3 meses

União deve fornecer remédio de alto custo a criança com raquitismo hipofosfatêmico

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)